domingo, 19 de dezembro de 2010

Review 4×08: Road Kill


Não é de agora que o roteiro de Dexter trabalha no desenvolvimento e na humanização do seu protagonista. Esses tópicos já foram abordados de forma mais profunda em temporadas passadas, mas só agora Dexter teve o seu mais importante insight: errar é humano.

Essa semana tivemos a resposta de uma das questões mais importantes da temporada. Muitos não se surpreenderam quando Deb e Masuka chegaram a conclusão de que Trinity não poderia ser o assassino de Lundy, e realmente isso faz muito sentido exatamente por manter intacto o modus operandi de Trinity, mas isso me preocupa um pouco. Tenho medo de o atirador ser alguém totalmente aleatório, e no final sermos obrigados a engolir alguma explicação fajuta. Acredito também que o grande suspeito da maioria seja a repórter namoradinha de Quinn, mas eu ainda prefiro seguir o raciocínio de que tenha sido alguém com conexão direta com o Trinity, alguém como a esposa ou filho dele.

O tal caixão no final das contas realmente era para o próprio Trinity que estava decidido a finalizar o ciclo de matança onde tudo começou. Aliás, a cena do banheiro onde ele conta para Dex como tudo começou e como ele também “nasceu” do sangue foi uma amostra perfeita de uma cena de qualidade sem artifícios populares. Nada de flashbacks ou muita parafernália, apenas um bom roteiro, um pequeno banheiro e as atuações fantásticas de John Lithgow e Michael C. Hall. Foi ali naquele banheiro que tudo começou, foi ali que o serial killer mais bem sucedido de todos os tempos surgiu. Bravo!

Ainda tenho dificuldade de enxergar algum valor para a trama desse namoro entre Angel e LaGuerta, mas começo a pensar que essa possa ser a última temporada de um dos personagens. O capitão Matthews avisou para LaGuerta que se eles namorassem escondidos as consequências seriam graves.

Ao que parece uma das minhas teorias furadas que eu compartilhei com vocês na review passada tomou forma para se concretizar: Rita e o vizinho. O caso entre esses dois ficou ainda mais previsível depois que Masuka comentou com Quinn sobre a pulada de cerca que Dexter deu na segunda temporada com Lila. Um sutil lembrete do roteiro.

Vamos ter que esperar um pouco mais para Dexter poder afogar (ou esfaquear) seu remorso por ter matado um inocente e agora ele está focado em ter Trinity na em mesa envolvido por plástico, com fotos das vítimas ao redor e pronto para a facada final. Além dessa antecipação pelo confronto entre Dex e Trinity ainda temos o misterioso assassino de Lundy e logicamente alguma outra surpresa inesperada. Normalmente os quatro últimos episódios da temporada costumam ser tensos e com aqueles cliffhangers de matar (literalmente). Apertem os cintos para a reta final que começa no próximo episódio.

Por: @MichelArouca - SerieManiacos

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR