domingo, 26 de dezembro de 2010

Review 4×09: Hungry Man



Seguindo a tradição do Dia de Ação de Graças vamos todos dar as mãos e dizer pelo o que somos gratos. Eu primeiro. Sou grato por Dexter, uma série com um roteiro tão bom, mas tão bom que com apenas duas simples palavras consegue explodir minha cabeça: “Hi Dad”.



Família. Importante ferramenta para qualquer serial killer que pretenda passar despercebido pelo vizinho de subúrbio, carteiro e leiteiro. O Dia de Ação de Graças é um dos feriados tradicionais mais importantes para os americanos. É dia de comer peru, agradecer, fazer compras e ficar próximo da família. Na casa de Arthur Mitchell as coisas não são diferentes. Bom, isso se você não contar um dedo quebrado ali e um estrangulamento ali.

Na casa de Dexter as coisas também estão tranquilas. Quem liga para o vizinho tarado ou para fato de que Masuka está na sala conversando com as crianças? Desse jeito a família de Dexter vai ficar tão danificada quanto a família do Trinity bem antes do que Dex gostaria.

O paralelo entre as duas famílias foi a chave do episódio. Muitos podem até ter achado estranho o fato de Dexter preferir ficar na casa dos Mitchells e defende-los das garras do seu patriarca enquanto que na casa dele as coisas estavam esquentando e seus segredos pertos de serem expostos, mas o que alguns ainda não entendem é que Dex vê em Trinity o seu futuro. Ele já disse mais de uma vez que ele tem coisas a aprender com Trinity. Porém, no meio de todo aquele acesso de fúria que foi desencadeado pelo filho, passou para o Trinity e terminou com Dexter, acabou custando ao nosso serial killer o elemento surpresa. A partir do momento que Dexter revelou o Dark Passenger para Trinity, o próprio Dexter acabou virando a presa.

Eu ainda não estou engolindo que a repórter namoradinha do Quinn é assassina de Lundy. Sei que teve aquele momento que Deb percebeu que a repórter tava sabendo mais do que deveria saber sobre a noite do tiroteio e tem ainda o “Hi Dad” que seria motivo suficiente para ela querer ver Lundy a sete palmos (isso se assumirmos que ela sabe que o seu papai é o temido Trinity), mas está tudo sendo entregue tão mastigado para a gente que isso faz ficar inquieto com essa resolução. Mas, como já mencionei em reviews anteriores que prefiro o óbvio ao aleatório, vou seguir e fluxo e acreditar que foi ela mesmo que atirou em Lundy e Deb.

Angel e LaGuerta continuam tendo o pior plot das últimas quatro temporadas, mas depois que vimos nas cenas iniciais o capitão Matthews nos lembrando que se o casalzinho continuasse a relação escondido dele as consequências seriam graves, fico ainda mais convencido que essa será a última temporada para um dos dois.

O leque de possibilidades ficou ainda maior para os três últimos episódios com a descoberta de que a repórter é a filha de Trinity e estou muito ansioso para o final.

PS – Só eu que achei aquela explicação para a altura do atirador de Deb a coisa mais ridícula do mundo? Quer dizer que ninguém atira abaixado ou sentando no carro?

PS2 – Quero só ver a reação de Dex quando Masuka contar que viu a patroa de beijinho com o vizinho.

Por: @MichelArouca - SerieManiacos

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR