segunda-feira, 9 de maio de 2011

Review 2x10 - There's Something About Harry - "Tem algo sobre Harry"



‘Tem algo sobre Harry’... Para uma temporada com 12 episódios, seria sensato se os três finais serem crescentes, emocionantes, impactantes e tudo mais. Não entendo o motivo, e também não concordo, mas os produtores fizeram um ótimo 9° episódio e caíram no 10°. Não que a história de vida de Dexter não seja interessante, mas convenhamos, Dexter tem 2892347234897 outras coisas no momento para pensar e resolver. Seria bom se a vida de Dex fosse uma história paralela, desenvolvida pouco a pouco a cada episódio, mas sem se esquecer da turbulência da proximidade do final da temporada, do FBI atrás do Bay Harbor Butcher, Lila entrando na sua vida através do Batista e a Rita o aceitando de volta.

Enfim, começando de fato o episódio, o que fazer quando você tem que matar Doakes mas não pode, já que ele não se encaixa no código? Bom, não sabemos ainda, mas enquanto isso é pensado, o motherfucker fica preso na cabana. Dex dopa Doakes, aparentemente para matá-lo, mas ao invés disso, ele planta as digitais nas facas e outros instrumentos cirúrgicos usados para matar e desmembrar as vítimas. Logo antes do sargento apagar de vez ele comenta algo sobre o passado de Harry, o que desencadeia todo o episódio. Destaque para a fala do protagonista quando Doakes brincava com ele, fazendo suspense para não falar o que tinha para contar sobre Harry: “Você não pode brincar com meus sentimentos. Eu não tenho nenhum.”

Deixando a história do Harry em banho maria, Lundy fala com naturalidade que não vai ficar em Miami, e Deb faz uma cara de chocada. Ela está apaixonada. Incrivelmente não é o contrário! Pra quem achou que o tiozão ia ficar louco por estar pegando uma novinha, se enganou. Lundy parece ser a personificação do sujeito epistêmico! Ele é extremamente racional, e por sê-lo, tinha convicção de que a Deb logo se cansaria dele e o deixaria, e não o contrário. Ao falar isso a Debra se derrete, a relação tem um up.

LaGuerta, convencida de que Doakes é inocente, vai atrás de caso por caso, procurando um álibi para seu amigo, até que ela encontra! Coisa de anos atrás, mas que inocentaria o sargento. Lundy se nega a sequer olhar a ‘prova’, pois a fonte não é mais segura. LaGuerta perdeu a confiança que lhe foi dada no momento que omitiu sua ligação telefônica com James após ele ter sido divulgado como suspeito. É dona Maria de Alma LaGuerta, não foi dessa vez...

Episódio se encaminhando... Alguém viu a Lila por aí? Ela só aparece aos 32min! Homem é tudo besta mesmo, Batista sabe que ela não é uma boa pessoa e mesmo assim prossegue com o envolvimento com ela. Tá, por enquanto foi só ‘bem-bom’, o próximo episódio promete, já que logo após o sexo, ela cai no banheiro, desmaiada.
Voltando à história Dexter-Doakes-Harry, um acontecimento estranho: Dexter encontra uma vítima, a leva para a cabana, a mata e vai fazer com que fique claro que foi o Doakes, mas todo fã de Dexter se pergunta: Mesmo Doakes sendo incriminado, ele vai falar tudo o que viu, vai falar a verdade, não? Bom, mesmo sendo estranho, é para isso que está encaminhando a temporada. O sargento, que já matou muitas pessoas, treinado nas forças especiais do Haiti, fica chocado com o sangue frio do todo poderoso Dexter Morgan. Dex vai atrás do que aconteceu realmente com Harry e descobre, como sempre. “O lendário Harry Morgan, força da justiça, arquiteto de tudo que eu sou se suicidou. Não faz sentido.” Depois de alguns momentos de reflexão sobre o suicídio e o desprezo de Doakes mediante ao assassinato, chega a conclusão de que Harry se matou por não aguentar a verdade sobre o ‘problema’ de Dexter. Dex se culpa, agora, pela morte/suicídio de Harry.

Por: @Gabrielbarros42

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR