quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Edward James Olmos fala sobre a 6ª Temporada e o Professor Gellar


Sejam santos ou pecadores – um líder do último remanescente da raça humana, um corajoso professor ou a ruína de um investigador sensível – os personagens de Edward James Olmos são geralmente homens de substância e força, destaque memorável nos filmes ou programas de TV nos quais aparece.

Não é suspresa que, quando os produtores de Dexter estavam procurando um novo personagem para a série de grande sucesso do canal Showtime sobre um assassino em série conflituoso que mata, tenham escolhido Olmos.

O novo papel vem para consolidar ainda mais a impressionante obra de Olmos, incluindo suas aparições anteriores como Almirante William Adama, em Battlestar Gallactica, série de ficção científica (2003-2009), como um professor de nível médio que inspirou batalhadores estudantes de baixa renda a aprender cálculo no filme “Stand and Deliver” (1988), e como o sinistro professor policial Gaff no filme “Blade Runner” (1982).

Você pode falar um pouco sobre o seu personagem em Dexter? 
O personagem que estou fazendo é um professor de teologia, e ele é uma forte inspiração a um indivíduo em particular – o personagem que é interpretado por Colin Hanks. Realmente não posso dizer que ele é um vilão, porque essa é a essência da série. Isso seria um “spoiler”. O personagem definitivamente motiva muitas pessoas, com seus estudos teológicos e seu entendimento de teologia.

Essa é uma produção muito sombria e você já esteve em outras assim. Qual você acha que é o apelo de, neste caso, um programa tão sangrento?
Provavelmente os maiores atrativos são a história e Dexter, o protagonista. Michael C. Hall faz um grande trabalho ao dar vida ao personagem, e eu acho que é por isso que as pessoas gostam dele. O que ele faz é muito, muito mau, mas você meio que entende porque ele está fazendo isso, e isso vai de volta para os autores. Poderia ser outra pessoa interpretando e seria sombrio demais. Este é provavelmente o show mais sombrio que eu já fiz parte na minha vida. Acho que jamais tenha existido outro programa tão sombrio na televisão.

Como te afeta quando você está fazendo algo tão sombrio?
Não vejo todo o roteiro. Só vejo a minha parte. A minha parte nisso tudo é completamente diferente do entendimento do resto.

Então você não está em muitas cenas com muito sangue e vísceras?
Acho que todos no show estão nelas. Está sempre centrado nos piores casos de homicídio e brutalidade que já foram vistos. Nosso programa meio que reflete muitas situações que a sociedade está enfrentando nos dias de hoje.

Mas você não se deprime?
Oh, não, não. O personagem está trabalhando em um nível espiritual.

Você está fazendo um teólogo em Dexter. Você é uma pessoa religiosa?
Espiritual, não religioso.

Tradução: @murilo_grilo
Fonte: lipulse.com | DexterGR
    

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR