quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Jennifer Carpenter: "Séries como Dexter não surgem com freqüência"

Jennifer Carpenter que estrela como Debra Morgan na série top da Showtime Dexter, que concluiu sua sexta temporada na noite de Domingo. Como a irmã adotiva e boca-suja de Dexter, Carpenter se tornou uma das favoritas dos fãs. Mas ao contrário de sua personagem em Dexter, você não vai encontrá-la soltando um palavrão (principalmente sobre sua família).

"Eu acho que eles ficaram um pouco decepcionados quando eu trouxe isso para minha própria vida! Meu pai me fez tomar consciência da minha boca ruim em um jantar de Ação de Graças. Isso é incrivelmente pouco atrativo na minha opinião," disse a atriz a Parade.com

Cartpenter, falou sobre o sucesso de Dexter, seu relacionamento com o protagonista Michael C. Hall [os dois recentemente finalizaram seu divórcio depois de se separarem há uma ano atrás], e uma série que ela adoraria ser convidada.

Sobre interpretar a esperta irmã de Dexter.
"Eu amo interpretá-la porque eu aprendi muito com a personagem. Ela toma algumas atitudes sem pensar, o que é um luxo que eu realmente não tenho. Eu gosto porque ela sempre está em função dos seus instintos. Eu realmente a admiro. Ela é boa no seu trabalho e ela é implancável sobre ter certeza de que sua vida pessoal fique intacta. Ela faz um monte de trabalho em si mesma como mulher, como irmã e como tia."

Sobre o vocabulário colorido de Deb.
"Eu tomei uma rápida decisão que eu teria que escrever meu próprio dicionário e ter certeza de que teriam infinitas definições para a palavra F. Dessa forma, não ficou repetitivo para mim e não senti como uma muleta. Ela precisa pensar em si mesma como uma pessoa muito expressiva. Apesar de seu vocabulário parecer limitado, acho que ela é atuamente uma excelente comunicadora.

Sobre sua relação com o protagonista [e ex-marido] Michael C. Hall.
"É sagrado para um ator mantar sua vida pessoal no pessoal. Eu gostaria de tranqüilizar todos os fãs de Dexter que a série é e sempre será primordial. Nós sempre fizemos um bom trabalho em proteger isso e a nós mesmos. Nós temos papéis importantes na vida um do outro e sempre teremos. Nossa amizade é verdadeira e forte e sempre será ao que me diz respeito."

Sobre o sucesso de Dexter.
"Eu acho que sou a única do elenco que gravou o piloto pensando que não estava indo bem, porque eu não conseguia imaginar que uma série sobre um serial killer seria campeã ou que o público poderia gostar. Mas eu acho que eles foram os espertos!"

Sobre um serial killer com um coração de ouro.
"Eu acho que as pessoas podem se sentir atraídas por um personagem como Dexter porque exercitam alguns dos seus próprios demônios  através dele e vivem indiretamente através dele. Acho que isso testa o público de uma forma que nenhuma outra série fez até agora. O público gosta do saber. Eles querem estar na cabeça do serial killer e dos outros personagens que estão no escuro. Isso é interessante na televisão. Faz você avaliar onde é o seu centro moral e as vezes isso te surpreende e faz com que você possa ir de um extremo a outro."

Sobre o que ela está procurando em futuros papéis.
"Eu fiz um compromisso muito sólido aos oito anos de idade que queria ser atriz, e nunca me desviei dessa decisão. Eu senti verdadeiramente como se isso fosse um chamado, então a esse ponto na minha carreira, eu preciso decidir se tenho algo novo a dizer como artista e perguntar por que ainda estou tão faminta. Acho que é porque eu apenas amo muito trabalhar. É duro para mim dizer não a papéis que as pessoas automaticamente associam a mim - como coisas sombrias, coisas de terror. Eu preciso ter certeza que estou fazendo papéis que sinto que posso me comunicar através deles."

Sobre a tela grande contra a tela pequena
"Eu nunca pensei que poderia me sentir tão atraída pela televisão, mas não acho que séries como Dexter surjam com freqüência. Eu adoro que exista um início, meio e fim para um filme e você pode desenhar como toda a jornada vai parecer. E então eu sempre amei o caráter aberto da televisão. Sinto como se ouvisse vários atores dizerem isso - mas eu sei porque - você apenas quer trabalhar com pessoas realmente geniais. Apenas quero estar com grandes mestres. Se isso significa que vou estar em um filme de terror com bons mestres, eu farei outro filme de terror. Mas eu gostaria de me afastar e fazer mais comédia ou dramas sérios."

Sobre seu papél do sonho
"Eu adoraria entrar em Modern Family. Eu acho que poderia ter sido muito divertido. Não posso imaginar qualquer pessoa no mundo que não gostaria de passear no set por um dia!"

Tradução: @paulajes
Fonte: kitsapsun.com | DexterGR
    

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR