sábado, 28 de janeiro de 2012

Michael C. Hall: "Eu gostaria de ter um pouco de anonimato novamente"


Apenas dois anos atrás Michael C. Hall foi trancado na luta de sua vida. Diagnosticado com câncer (linfoma de Hodgkin) ele estava no meio do tratamento quando foi premiado no Golden Globes e Screen Actors Guild Awards (SAGA) por seu papel em Dexter, logo após passar pelos rigores da quimioterapia.

Podemos dizer que ele surgiu a partir dessa bem sucedida batalha com sua paixão pela vida reforçada, florescendo em seu seriado de TV na Showtime e explorando o mundo ao seu redor de uma maneira que ele nunca imaginou. 

Recentemente, Hall esteve em Nova Zelândia com um grupo de amigos próximos depois de fazer algumas aparições para promover Dexter. Após voltar aos Estados Unidos, são e salvo, ele conversou com o Crave Online sobre suas experiências ao redor do mundo e no topo da televisão.

Não faz muito tempo que você estava lutando pela sua vida. Agora, menos de dois anos depois, você pode sentar e conversar sobre uma viagem ao redor do mundo. Como você se sente sobre essa viagem pessoal agora?
Seja viajar para Nova Zelândia, gravar Dexter ou caminhar pelo Central Park em uma tarde agradável, a experiência de enfrentar uma doença fatal e com sucesso, passando por tratamento, tem sido um convite para eu ser mais grato – em qualquer momento.  E eu continuo sendo abençoado com ótimos momentos.

Como você se sentiu na Nova Zelândia, nesse momento em particular? 
Eu fui de lá para Los Angeles para promover Dexter por três dias. Fazendo entrevistas e essas coisas. Depois disso eu tinha oito dias para explorar as ilhas do norte e sul da Nova Zelândia. É uma das grandes vantagens desse trabalho – estar em um programa de televisão que é conhecido em outros países – você chega lá muito fácil, faz algumas entrevistas e depois faz um passeio por alguns dos melhores pontos turísticos do país com ajuda de especialistas. Eu senti como se estivesse tramando algo.

Houveram destaques da viagem até lá?
Andar de caiaque em Milford Sound foi incrível – apenas aproveitando aquela paisagem maravilhosa. Também visitamos Waiheke Island e em algumas vinícolas incríveis de lá. Todos os lugares que eu fui lá eu fiquei impressionado com a beleza natural. Foi além de tudo que eu já vivi. 

O que você vai guardar da viagem? 
As pessoas de lá são muito acolhedoras. Eles receberam a mim, meus amigos e meu agente em suas casas. Eu acredito que eles tem grande orgulho de sua hospitalidade.

Agora que você fez essa viagem à Nova Zelândia você tem outros destinos em mente?
Eu nunca fui à Índia, Escandinávia ou as capitais da Rússia. Nunca fui à América do Sul. Há tantos lugares que eu não fui, mas espero poder conhecer muitos países ainda.

Todos sabemos que Dexter que está chegando ao fim depois de mais duas temporadas. Com mais esses dois anos, o que você espera ver?
Eu gostaria de ir encontrar lugares no mapa onde Dexter não passa na televisão e ir para lá. Eu admito que gostaria de ter um pouco de anonimato novamente. Não é que ser famoso seja debilitante, mas seria bom fazer uma pausa. Quando você viajar, há aquele sentimento de ser de fora – uma mosca na parede de determinado ambiente. E foi divertido, mais uma vez, a experiência. 

Tradução: @ilanacrvg
Fonte: CraveOnline | DexterGR

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR