domingo, 7 de outubro de 2012

Jennifer Carpenter Comenta o Episódio de Hoje e o que está reservado para Deb durante esta temporada

TVGuide.com conversa com Jennifer Carpenter sobre hoje à noite, segundo episódio da 7 ª temporada, "Sunshine and Frosty Swirl" e o que vem a seguir.

Deb descobriu tudo! Qual é a primeira reação dela no segundo episódio?
Jennifer Carpenter: Eu acho que o público, principalmente o público da Comic-Con, queria me dizer: "Ah, ela teria raiva ou explodiria ou descarregaria sua arma", mas todos os sentidos [dela] estão disparando e [seu] cérebro está chutando. Eu tenho essa história escrita com este personagem por sete anos, e há minas terrestres por toda parte. É rico. É perigoso para todos os envolvidos. Não há algo como uma cena de preenchimento este ano. Todo mundo está envolvido de uma maneira estranha.

A mão do ITK estava sobre a mesa. O que está acontecendo dentro da cabeça dela quando ela faz essas conexões de que Dexter estava presente quando ela estava na mesa do ITK? 
Carpenter: É muito difícil de processar tudo de uma vez. Todas essas coisas estavam na sala no momento, mas a percepção de que essas coisas estão ligadas tem seu próprio tempo. Houve um momento, quando eu estava analisando a mesa durante as filmagens e pensando, "Isso é péssimo." Em algum momento, o seu corpo simplesmente não pode jogar Tetris mais e encontrar espaço para tudo. Há alguma paralisia que toma conta, como, "Eu vou chegar a isso em um minuto." 

Como é que Deb descobrir que Dexter é um serial killer muda ela como uma pessoa?
Carpenter: Instantaneamente, a fantasia de ser apaixonada por este homem cai, ou pelo menos é extinta. É um tapa na cara que a acorda de uma maneira estranha. De repente, ela pode ver toda a manipulação e redirecionamento que ele lhe entregou. Ele mudou tudo. Isto fez o seu trabalho tão difícil. De uma forma estranha, acho que eu estava com medo que nos colocassem em um canto quando ela um dia descobrisse, mas é um espaço infinito para trabalhar.

Como isso afeta o seu trabalho já que ele a está colocando em uma posição difícil?

Carpenter: O que eu apreciei dos escritores é que seu desdobramento foi como eu imaginei que seria na vida real. Não é uma martelada rápida que cai nela, dizendo: "É assim que vai ser." É, "eu preciso para coletar informações sobre quantas [pessoas que ele matou] e quem ensinou [ele]." Todo esse material vai se interligar em como ela escolhe prosseguir.


Como é interpretar todos esses momentos, se é perceber que ela quase o pegou antes atrás da capa ou que ele é o BHB?
Carpenter: Estes momentos estão vindo como a cereja no topo desta vida que ela teve. Ela esteve noiva de um serial killer, o namorado levou um tiro, ela levou um tiro, seu outro namorado foi seqüestrado. Se eu tivesse que interpretar isso na primeira temporada, já teria sido [uma] coisa arruinada , mas ela é uma matemática carregando todas as partes e juntando a equação, e conforme você vê a série, você vai ver a resposta a isto.

Ela sempre teve um monte de problemas de confiança.
Carpenter: Me pergunto por quê.

É isto só vai empurrá-la alem do limite?
Carpenter: Não, apesar de tudo ela está finalmente em terra firme. Pelo menos ela finalmente sabe onde ela está. Ele é o único que poderia derrubá-la a qualquer momento e ela poderia cair. Como um ator a cada dia, como o personagem a cada dia, há momentos em que eu acho que ela queira dizer, "Basta!" Ela ameaça em um ponto, "Não é só você, eu vou cair também. Você me prendeu como cúmplice naquela igreja. Eu não me importo. Nós dois vamos cair." Vai ser o seu caminho.


Parece que será um perigo sempre presente nesta temporada. Deb, a qualquer momento, pode decidir que ela não pode mais fazer isso e prendê-lo.
Carpenter: Sim, e é o meu voto ao público para permanecer honesta. Eu vou continuar a ser a personagem que eles acreditavam até este ponto. Eu não quero fazer qualquer forma de mudança para fazer a história conveniente. Eu não acho que os escritores fariam ou que é uma graça salvadora. Isto mantém a integridade da série.

O produtor executivo Scott Buck observou que Dexter teve sempre um segredo, mas desta vez Deb tem um grande segredo escondido, o fato de que ela tem sentimentos por ele. Como isso se desenvolve?
Carpenter: Eu acho que esses foram os sentimentos que ela processou, por isso não foi como se ela estivesse indo para a igreja para declarar seu amor. Ela disse: "Eu sinto que eu o amo e eu preciso que ele saiba que é o que eu estou sentindo." Não é como algum cartão "saia da cadeia grátis". Estou só imaginando uma foto do rosto de Dexter em um milhão de pedaços e ela vai voltar para casa e reorganizá-la e ver o que parece. Isso ainda é o segredo dela neste momento.

Será que ela acha que pode fazê-lo parar?
Carpenter: Sim. Basicamente, ele não tem escolha. Ele tem que parar, porque ela não vai conformar-se com isso. Será que ela acha que ela pode fazê-lo parar? Não. Ele tem que parar? Sim.


Voltando para a estréia, como foi filmar sua reação ao encontrar Dexter na igreja?
Carpenter: Tínhamos de sair de um intervalo de oito meses, e a primeira cena para qual pulamos, eu tive que saltar para os jeans, a camisa e blazer de novo e continuar com a próxima respiração. Foi tão difícil. Eles fizeram a cobertura de Michael primeiro, onde eu estava grata porque eu tenho que saber pelo menos o que ele iria fazer. No momento em que viraram a câmera, ele disse: "Como é que isto parece?" e eu disse: "Realmente estranho." Eu não acho que ele percebeu que a grande questão era para perguntar a ela sobre quando ela chegou lá com amor. Nesse momento, ela percebeu que estava de coração partido.



Tradução: @LollipopDesease
Fonte: TVLine | DexterDaily




0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR