domingo, 4 de novembro de 2012

Michael C. Hall Fala Sobre a Sétima Temporada, "Six Feet Under" e Mais: "Dexter é uma Ideia."


"Dexter não só abriga um lado mau, mas um benevolente. Combinar os opostos é o que faz Dexter fascinante de se observar e representar."

Leia a íntegra da entrevista de Michael C Hall para Bendbulletin abaixo:

“Dexter é um personagem irritante,” concordou Hall "De certa forma eu sinto que ele é uma pessoa que nunca poderia ser,. Ele é uma ideia. É implausível pensar que alguém pode tirar aquilo que ele nos convida a acreditar que está tirando. Então é complicado. E você realmente não pode gastar muito tempo pensando sobre implausibilidade logística. (Você deve) deixá-lo trabalhar em um nível mais simbólico ou metafórico."

Apenas aceitar o papel assustador foi um ato de coragem. Hall tinha acabado de sair do papel do agente funerário gay David Fisher na série da HBO "Six Feet Under". Ele foi severamente advertido contra ambos os papéis.
"Eu tenho recebido, e eu não sinto que eles são inteiramente escolhas que fiz. Eu sinto que os papéis que me escolheram," disse ele.

"Não é como se eu olhasse para todos os outros papéis que estavam disponíveis para um ator na televisão e decidisse, 'Sabe, eu acho que vou interpretar David Fisher.’ Ele apenas surgiu na minha mesa. E quando eu li o script do piloto de 'Six Feet Under', eu tinha a sensação de que eu sabia como fazê-lo ", disse Hall, 41.

"Por ele ser um personagem gay - e isso foi em 99 - quando eu fiz o teste havia uma sensação, ‘Você será rotulado. Você vai atirar no próprio pé’. Eu ouvi isso, mas a pergunta que eu me fiz foi: 'Bem, eu sou um ator ou não? Isto é um personagem tão complexo e rico de forma total como qualquer outro que eu já li em qualquer peça, roteiro de televisão ou roteiro de um novo filme que eu já vi. Se há algum problema de tipo de elenco ou limites para mim, eu vou lidar com isso '. "

Mas acontece que ele lidou com algo muito pior. Hall foi diagnosticado com uma forma de linfoma de Hodgkins e teve que passar por quimioterapia enquanto ele estava fazendo "Dexter". Sobre o que ele suspira: "Felizmente estou bem e fora de perigo."

Pouco tempo depois, ele e sua segunda esposa, Jennifer Carpenter, divorciaram-se. Ironicamente ela interpreta sua irmã adotiva em "Dexter", e eles continuam a trabalhar juntos na série.

" É um desafio, não vou fingir que não é uma dinâmica única e sem precedentes que existe para nós dois no nosso relacionamento", ele admitiu.

"Eu acho que nós dois realmente devemos ter muito orgulho da maneira que mantivemos nosso profissionalismo, o nosso compromisso com o outro, o nosso compromisso com os personagens que estamos interpretando na série. É certamente muito mais interessante do que prevíamos".

Embora ele confesse que às vezes não se sente à altura da tarefa, se arriscar faz parte da sua vida. Nisso ele dá o crédito à sua mãe. Seu pai morreu quando ele tinha 11 anos. Ele era apenas uma criança e sua mãe o apoiou como professora, orientadora e, eventualmente, reitora.

"Acho que minha mãe tem tudo a ver com o que é forte em mim", disse ele.





Fonte: Dexter Daily
Tradução: @LollipopDesease













0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR