quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Jennifer Carpenter Sobre Debra Explorando o Lado Escuro de Dexter




Rebecca Barry Hill, do jornal "New Zealand Herald", conversou com Jennifer Carpenter sobre como seu personagem está lidando com o lado negro de Dexter.




Acontece que não é só o Dexter guardando segredos. Jennifer, que atua no papel de irmã adotiva do serial killer, tem alimentado um pouco dos seus também, desde o início da série em 2006. "Tive várias decisões que fiz e não compartilhei com ninguém." Carpenter diz, no telefone, no hiatus da série. "Coisas sobre o passado, razões para o jeito que ela age ou o jeito que ela fala. Eu preenchi um monte de espaços vazios para ela."

Antes que o episódio piloto fosse filmado, ela imaginou Debra tendo sentimentos por seu irmão, ou melhor "Que ela se encantaria por ele". Vai ser o único segredo que ela irá compartilhar porque, como os fãs sabem, é assim que as coisas acabam quando Deb contou a ele que sentia algo mais do que amor de irmão no fim da sexta temporada.

Aceitar suas ações assassinas é mais "honrar a justiça do que sua compulsão", explica Carpenter. E embora tolere um comportamento suspeito nessa temporada, existe uma linha que ela não ultrapassa. "Eu disse para o produtor executivo, Scott Buck, que eu queria que o que falamos para o público continuasse verdade. Eu não quero mentir pra ninguém. Porque eu realmente não pensei que seria justo fazer disso uma situação de ‘Bonnie e Clyde’. Alem de quê, vimos isso com Julia Stiles em seu personagem Lumen, e também com Miguel Prado, interpretado por Jimmy Smits. Realmemente é uma coisa passo-a-passo.”


A exploração de Debra sobre o lado negro de Dexter tem tornado a sexta temporada a mais fascinante e complexa. Renovou a energia do set, diz Carpenter. "A série sempre foi complicada, é natural. É difícil caminhar, mas agora de certa forma porque estou ciente disso, e eu conheci o rosto do Passageiro das Trevas do Dexter, isso amplifica o cenário”.


Embora seja aterrorizante para ela fazer aquelas cenas, se preocupar que isso mudaria os valores de Debra, Carpenter diz que ela sempre soube que um dia Debra iria descobrir a verdade. Mas ela teve um impulso criativo no episódio cinco, quando pediu uma cena onde Debra falaria “foda-se” repetidamente e outras profanações parecidas, no elevador. “Estava preocupada no caso de Debra parecer uma maquina, como se não tivesse nada que ela não pudesse lidar, como se ela fosse inquebrável. Ela é sempre um pouco frágil. Eu queria que o público tivesse um momento a sós com ela, para vê-la lutando e o quanto ela realmente está se retendo em uma cena com outras pessoas”. 


Se reter é algo que Carpenter também faz. Ela não esperava que Dexter iria alem da fase do episódio piloto, achando difícil de acreditar que a rede levaria a diante uma série sobre um serial killer. Desde que caiu na mídia, ela está determinada em guardar sua vida pessoal para ela mesmo. Seus acessores pediram para que não fizéssemos perguntas pessoais durante a entrevista, o que significa sem perguntas sobre sua relação com seu ex-marido Michael C. Hall, algo de risco considerando que ele é o ator que mais faz cenas com ela. Ela é cautelosa quando questionada sobre sua relação de trabalho, mas vai dizer que apoiam e respeitam um ao outro. Mas ela está feliz em comparar sua personalidade com a de Debra. "Nós somos parecidas, somos resistentes e engajadas na vida. Mas eu tendo a procurar a alegria nas coisas de um jeito que ela não consegue, de uma forma compreensível."


É um papel que se infiltrou no dia a dia dela. Mesmo a boca suja de Debra foi uma influencia. "No primeiro ano eu peguei esse hábito e fui para casa para a Ação de Graças e meu pai me mostrou e eu percebi como isso era pouco atraente e que não era realmente um reflexo do que eu sou. Então eu fiz um esforço para controlar. Só não tirei completamente da manga.” 


Se a maldição é demais para suportar, ou as cenas de crimes sangrentos te fazem passar mal, não espere Carpenter para oferecer muita simpatia. "A televisão é muito poderosa e se você não sente que você tem estômago para isso ou confiar em si mesmo, então você deve desligá-lo. Dexter não é um como fazer por qualquer meio. Eu acho que é uma fatia acelerada da vida que esperançosamente por ver o suficiente irá mantê-lo na linha. Era para ser entretenimento e se as pessoas se ofendem a isso, então isso é problema deles e não de nossos escritores ".


Não é de surpreender que ela tem emoções mistas sobre seu show chegando ao fim. Mas para todo o seu amor para o personagem, também a dá perspectiva. "É engraçado, eu sinto que a vida de Debra é tão complicada e cheia de perigo iminente e de desastres a cada minuto, que eu tenho o luxo de realmente apreciar minha vida."



Após o treinamento na Juilliard School, em Nova York, Carpenter fez sua estréia na Broadway em “Arthur Miller’s The Crucible”, estrelado por Liam Neeson e Laura Linney. Seu papel de estreia no cinema foi interpretar o personagem-título em “O Exorcismo de Emily Rose” em 2005. Este ano, ela gravou a comédia romântica “Ex-Girlfriends”. Mas a TV é o seu meio preferido. "Eu imagino que isso não aconteça desta forma em Dexter muito frequentemente. Quase todos de nós começou no teatro, então a ética de trabalho está lá. Estamos todos honrados de ter um trabalho e estamos todos no mesmo time, trabalhando para ganhar todos os dias. O show é extremamente satisfatório, porque é tão incrivelmente desafiador em cada frente única - pessoalmente, emocionalmente, mesmo que apenas aproximando o trabalho. Às vezes eu venho para ele amedrontada, porque é o capítulo mais difícil e ao mesmo tempo gratificante da minha vida até agora". Como ela vai fazer jus a isso ela ainda não tem certeza. "Meu pai trabalhou em uma fábrica por 30 anos, então há algo na minha personalidade ou DNA que realmente aprecia mostrar-se em um trabalho a cada dia. E eu realmente amo a queima lenta de narração de histórias na televisão. Eu ficaria muito interessada em fazer outra série. Mas talvez eu tenha que ir em um retiro de yoga por sete meses em primeiro lugar. Eu não sei. Vamos ver o que acontece".


Fonte: darklydexter.com
Tradução: @gustb_

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR