quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Michal C. Hall está surpreso com o último episódio da 7ª temporada e mais!


O mundo de Dexter pode estar desabando depois deste último episódio.

No último episódio de Dexter, o serial killer viu a possibilidade de Hannah, a quem Dexter entregou para os policias na semana passada, decida retaliar e se voltar contra o seu ex-amado.
Mas ela pode ser a menor de suas preocupações, agora que Hector Estrada, o homem que mandou matar sua mãe, conseguiu escapar. Hector vai recorrer para LaGuerta para que Dexter não o encontre de novo? TVGuide.com entrevistou Michael C. Hall para descobrir o que está por vir para o assassino serial mais querido da América.

Dexter fez Hannah ser presa, mas mesmo assim ela ainda sabe sobre os seus segredos. Ele está preocupado com o fato de que ela possa se virar contra ele? E como ele vai agir com o fato de talvez ter perdido o amor da sua vida?
- Havia uma dura e simples regra que ele não poderia negar. Dexter tinha que manter a fidelidade a sua irmã. Mas eu penso que ele estava aberto a várias possibilidades e meio que um futuro legítimo, de uma forma que ele nunca esteve anteriormente. Isso não vai ser uma coisa fácil para ele aceitar. Ele realmente acredita que Hannah ama ele e que ela vai manter seu segredo. Ele acredita que ela consegue manter segredos de um modo que ninguém consegue. Ele não tem certeza. É um risco calculado que pode infligir em vários aspectos da vida do Dexter. Essa tensão que foi criada é uma das partes que fez a série ficar convincente.

Quando Hannah disse: "Você deveria ter me matado" pareceu uma ameaça ao invés de...
-EXATO! Eu gostei disso porque isso pode ser interpretado dos dois jeitos, especialmente do modo que Yvonne disse isso. "Você devia ter me matado porque agora eu vou te dedurar" ou "você devia ter me matado porque eu prefiro estar morta do que ser presa". Ele não tem certeza do que ela quis dizer.

Eu sinceramente me senti mal por Dexter ter deixado o Hector Estrada ter escapado. Dexter pode começar uma caçada para pegá-lo antes que Hector se volte contra ele?
-Exato. Eu penso que ele matando o Hector Estrada é a peça final do assassinato da sua mãe. Dexter definitivamente está motivado em encontrá-lo e terminar o serviço.

Agora a LaGuerta tem mais razões para suspeitar que Dexter é o "Bay Harbor Butcher". Como ele vai bater de frente com ela no final?
-Ele só soube através de Matthews que a LaGuerta está investigando ele. Ele obviamente tentou tirá-la do encalço com a evidência ou com Deb o ajudando a plantá-las, implicando Doakes de um modo definitivo, mas ele não conseguiu que desse certo essa armação. Ela não vai ficar tranquila e eu penso que Dexter também não.

Será que vamos ter um confronto cara-a-cara entre Dexter e LaGuerta no final?
-Parece uma boa dedução, mas eu não vou dizer de qualquer maneira. (risos)

Parece que o mundo do Dexter está de mal a pior no final. Devemos ficar preocupados sobre ele sendo preso?
-Eu acho que uma parte do apelo da série é que estamos sempre lutando com não nos preocuparmos com ele. Ele nunca passou por tantos problemas como está passando nessa temporada. Se você está inclinada a se preocupar com Dexter, preocupe-se agora.

O que te surpreendeu nesse último episódio?
-O nível dos diferentes sabores de desgosto.

Quando você leu a última página do script você teve aquele momento "puta merda"?
-Sim, totalmente. Eu sabia para onde as coisas estavam se encaminhando, mas quando você vê acontecendo é sempre uma experiência reveladora. Foi uma verdadeira perfuração para o plexo solar como a série sempre é nos seus melhores momentos.

Você pensa que agora Dexter é um assassino diferente, tendo em vista que ele agora se responsabiliza pelo que , no lugar de responsabilizar o "Passageiro Sombrio"?
-Em alguns aspectos porque isso é apenas uma maneira diferente de ele arrumar tudo em sua mente. Ele é um indivíduo menos compartimentalizado. Ele não compartimentaliza sua compulsão para matar. Essa é uma parte mais integralizada. Agora ele entende o que ele realmente é. Isso, por um lado, é atraente e sugere uma evolução, mas também é uma coisa perigosa na proposição de agora poder ser confrontado com tudo o que fez e como isso afetou as pessoas próximas a ele.  Ele pode assumir total responsabilidade por tudo o que ele fez, e por outro lado, ele TEM que assumir tudo o que ele fez. É atrativo e assustador ao mesmo tempo.

Como você sentiu com o fato de poder finalmente interpretar um Dexter mais aberto, que está partilhando sua vida tanto com Deb quanto com Hannah nesta temporada? 
-Eu acho que o Dexter, desde o momento em que seu irmão colocou os pedaços da Barbie no seu freezer na primeira temporada, um apetite por conecção, aceitação e revelação nasceu nele, esse apetite explodiu de diversas formas em todo de Dexter, na vida da série e talvez nunca tenha sido tão plenamente como foi com Hannah. Ele se abriu para visões de um futuro brilhante e feliz, algo que nunca pessou que fosse apto a ter antes. Isso é excitante, mas também uma proposição perigosa para ele, porque Dexter não é todo mundo. Para ele fantasiar com algum futuro é realmente uma questão de ter o bolo e também comê-lo, e não acredito que isso seja possível. Bem, veremos...

Tradução: @ThiagoZieri
Fonte: DexterDaily.com | TVGuide.com

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR