quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Scott Buck na 7ª temporara de Dexter e Além




Scott Buck, que está na série desde a segunda temporada e serviu como "diretor" e um dos produtores executivos para as últimas temporadas, fala sobre a sétima temporada de "Dexter" e onde tanto os personagens como a série estão indo, para Assignment X. Leia a entrevista abaixo.




Há quanto tempo vocês decidiram que Deb iria descobrir que Dexter é um assassino em série?

Eu acho que nós sempre soubemos que, eventualmente contaríamos a história, mas isso muda tão dramaticamente a natureza da série, não é que não queríamos considerá-la, só até nós classificarmos o fechamento. [Os produtores estavam esperando] o momento certo, mas isto esteve em nossa consciência por um período tão longo que sabíamos que seria uma grande história. Isto é exatamente do que se trata a temporada inteira, é como a Deb vai lidar com isso, porque sabemos que ela é uma policial muito boa, e ela é uma pessoa de moral, uma pessoa brilhante, que sempre tenta fazer a coisa certa, isso é o que ela é, mas, ao mesmo tempo, ela é uma irmã muito amorosa, que se preocupa mais com seu irmão do que qualquer outra coisa no mundo, por isso como é que ela vai equilibrar essas duas coisas? Não é um equilíbrio fácil. Constantemente, eles vão estar divididos um contra o outro. Eu acho que nós o interpretamos o mais real possível. Após estes anos todos, eu acho que nós conhecemos muito bem Deb e como ela iria reagir nestas situações. Nós não fugimos da sua realidade, que não há solução fácil para estar nesta circunstância. Então, nós apenas a encaramos.

A sétima temporada começa literalmente onde a sexta terminou, com a Deb entrando na igreja onde Dexter estava matando o assassino apocalíptico louco religioso interpretado por Colin Hanks. Foi difícil chegar ao final do último episódio da sexta temporada para coincidir com o início da sétima, em termos de produção? 

Não, era apenas muito caro manter esse set gigantesco da igreja, para não desfazê-la e ter que alugar todo o palco para que pudéssemos mantê-la por esse período de tempo. Mas quando escrevemos o final da sexta temporada, sabíamos exatamente o que ia acontecer no episódio seguinte, por isso não foi tão difícil para nós escrevê-lo.

Às vezes, as pessoas que o Dexter mata são assassinos em série há certo tempo em si, mas no caso do Viktor, interpretado por Enver Gjokaj, ele matou Mike Anderson, interpretado por Billy Brown, da Miami Metro, em uma espécie de rotina... 

Isto foi feito com muito cuidado para criar o mundo que estamos prestes a entrar. Assim, a morte por si só não é tão significativa como a entrada para o mundo em que estamos prestes a passar grande parte da temporada.

Será que vamos encontrar algum segredo sobre Mike, agora que ele está morto? 

Não, Mike é um policial verdadeiramente bom, que era, provavelmente, um dos melhores policiais da delegacia, e teve um fim muito triste e trágico.

Dexter está ciente de que a capitã LaGuerta, interpretada por Lauren Velez, está de olho no BHB novamente. Será que ele terá uma reação violenta para isso?

Dexter não mata policiais inocentes, então não, eu não acho que ele a coloca em sua mira.

Uma das coisas que Dexter tem se preocupado desde que seu pequeno filho Harrison nasceu é se ele vai ou não herdar suas tendências homicidas. Harrison ficará velho o suficiente para que esse traço apareça nele no restante da série respondendo essa questão de alguma forma? 

Eu não acho que veremos isso no Harrison que conhecemos. 

Quem você diria que é a maior ameaça para o Dexter nesta temporada?

Eu acho que é ele mesmo. Eu acho que ele é o seu maior inimigo, o mais assustador ao longo da temporada, mas isso é parte da diversão, é que quando ele acha que está escapando de uma coisa, outra ameaça vem de outra direção. Seu constante malabarismo com todas estas grandes ameaças ao longo da temporada. Em um episódio, um pode ser maior, e quando ele acha que lidou com isso...

Vocês já tem uma prévia da oitava temporada?

Está certamente em nossos pensamentos. Quero dizer, como nós terminamos a sétima temporada, nós pensamos: "Bem, como isso levará a oitava temporada?"

Agora, verdadeiramente, a maioria das pessoas que Dexter mata são pessoas bastante horríveis, mas tem sido difícil de passar seis anos até agora com o peso psíquico desta série?

Às vezes acontece em meus sonhos, e não é a mais agradável das maneiras. Sim, é uma série sombria, um processo sombrio, por isso certamente invade todas as nossas psiques. Às vezes, nós provavelmente preferiríamos que não.


Tradutor: Bruna Schenker
Fonte: darklydexter.com

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR