domingo, 7 de julho de 2013

Charlotte Rampling sobre a 8ª Temporada de Dexter, Dra. Evelyn Vogel & Mais.


Charlotte Rampling está bem consciente de que ela está brincando com fogo conforme vai interpretando Dra Evelyn Vogel, uma neuro psiquiatra e especialista em psicopatas que pode estar com a chave que irá finalmente abrir o mundo do Dexter.

'O que eu posso dizer é que eu acho que a Evelyn precisará revelar muitas coisas sobre o Dexter para ele mesmo, então ele pode ser colocado em lugares que outras pessoas não conseguiriam colocá-lo, porque ninguém sabe exatamente o que ele estava fazendo' segundo ela. ' Evelyn Vogel conhecia ele antes, nunca tinha encontrado com ele mas sabia de sua existência e do que fazia, e isso ilustra outro lado do Dexter através de alguém que realmente sabe tudo sobre ele.

Acabou que Vogel e Dexter voltarem, para quando o pai do Dexter, Harry- que tem sido uma constante presença fantasma do lado de seu filho desde o começo da matança- percebeu que tinha algo errado com seu jovem fiho adotado.

"Acho que o Harry sentiu na Dra Vogel que ela erá alguém com quem ele podia conversar, porque ela podia ver o que o filho dele estava começando a se tornar" segundo ela. ' Por causa da sua experiência com jovens psicopatas, Harry achou alguém na Vogel com que ele podia se abrir.'

Rampling parace ser uma expert em Dexter, mas ela felizmente admite que ela não tinha assistido a série antes de ser oferecido a ela o papel da Vogel.

'Eu escutei sobre ela, e gostei da ideia' diz ela. 'Então, quando eu assisti, eu realmente gostei do Michael C. Hall nesse papel, ele é incrível. Eu gastei um domingo inteiro e assiti muitos episódios, apenas para realmente entender a série para ver se era algo de que eu queria  fazer parte.
"Dexter também pode se conectar com alguém que ele ache entender o jeito de ser, o jeito psicopata de ser, sem julgar.' diz Rampling. 
' Ela está apenas encarando um problema, sem julgá-lo: podemos achar um jeito de sobreviver  tendo esse problema?'

A grande ironia de Dexter é que Hall, nos faz sentir uma empatia por um personagem que na verdade não tem nenhuma, fazendo um assassino combinando a astúcia animal e psicologia sofisticada. Rampling diz que ela estava plenamente consciente da atmosfera altamente carregada no cenário enquanto a série alcançava seu clímax.

'O que era fascinante para mim era ver a coesão de um grupo que está junto por 7 anos,' segundo ela. 'Ela não foi quebrada ou se cansou, as pessoas não ficaram entendiadas. Todos estavam muito entusiasmados sobre isso - sinto como se fosse algo especial. É um sentimento tribal muito forte. Então eles irão se sentir em luto no final, e eu também, do meu jeito.'

 Fonte: darklydexter
Tradução: Alexandre Alves

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR