terça-feira, 9 de julho de 2013

Review 8x02 - Every Silver Lining


Sabe aquela enrolação típica de seriados? Não é incomum vermos um episódio terminar num clímax e o próximo começar mais calmo que alguém em overdose de morfina. A oitava temporada parece não seguir esse rumo.

Eu procuro fazer poucas predições sobre os capítulos subsequentes, mas adoro ver a teoria de vocês, e vocês estavam absolutamente certos sobre a Dra. Vogel. Aparentemente seria mais apropriado chamarmos o Código de Harry de Código de Evelyn.

Adorei o fato de o seriado optar por uma narrativa mais dinâmica e logo de cara mostrar quem é a Vogel e dar a ela uma finalidade (real ou não, apenas os próximos episódios dirão com certeza).

Na review passada eu apontei para alguns recursos de filmagem dos quais gostei bastante, e neste episódio eles estiveram presentes também. Ao invés de recorrer a flashbacks em sépia, com maquiagens bizarras (como Dexter Bieber com 20 anos), usaram de uma gravação da sessão terapêutica. Muito mais profissional!

Voltarei a falar desse recorte da trama mais tarde.


Haters gonna hate, mas gostei das cenas do Quinn com a Jamie! Mais que parte de um drama romântico, Quinn pode desempenhar papel importante na relação estreita com a Deb, e consequentemente com Dexter. Sua potencial ascensão de cargo pode ser mais um agravante. Não estou dizendo que espero que ele seja alguém que dê tantos problemas. Ele ainda é coadjuvante e não é o dos melhores, mas pode proporcionar alguma tensão na trama principal.

Semana passada foram sexo e cocaína, esta semana foi assassinato. Conforme as cenas da Deb apanhando do El Sapo passavam, me enchia de vontade de ver o making off desse episódio. A cena foi muito bem filmada. Contudo, não engoli o fato de ela ter se vingado dessa maneira.

Ter matado a LaGuerta foi o ponto de ruptura da Deb. O evento foi tão intenso que permanecer como tenente da Miami Metro era simplesmente insuportável, ela precisava encontrar um novo afazer. Sendo assim, não parece plausível a Deb seguir exatamente a direção que lhe causa repulsa.

Falando em repulsa, não é novidade que eu sempre tive repulsa pela ideia de Dexter como um psicopata, seja inato, seja aprendido. Como cerne principal da discussão, Dexter mostra grande empatia com determinadas pessoas. Alguns de nós aprendemos a detestar jiló, outros a amar. Dexter simplesmente ama matar, enquanto a maioria da população não gosta nem da ideia. Sentimentos, pensamentos e comportamentos públicos são construídos, não existe uma moral universal como “não se pode matar”. É tudo uma construção cultural e de história pessoal, sem a necessidade de existir um ser mau dentro de alguém, ou então uma força imaterial interna que o controle, nem mesmo um dano cerebral.


Espero ansiosamente pelo momento que a Dra. Vogel reverá seu diagnóstico. Aos poucos ele mostra para ela o quão capaz de amar ele é, de se importar e de se arriscar pelo bem de outras pessoas.

Mais do que uma argumentação puramente voltada ao convencimento de vocês, eu quero dizer que isso tudo aponta para um final de série não trágico. Se Dexter se tornasse um grande psicopata revoltante ao público, uma prisão ou morte no final não seria tão dificilmente aceita. Entretanto, ele se mostra cada vez mais humano, então os finais possíveis são de redenção ou então de sacrifício heroico.

Sobre Vogel, o assassino e Dexter, eu não estou inteiramente convencido de que todas as intenções expostas da neuropsiquiatria são verdadeiras. Achei rasas e óbvias, acredito que mais coisas estejam por trás disso tudo, não necessariamente ruins. Algum palpite?

E quanto a Deb, será que ela vai entregar o jogo? Sinceramente, não duvido de nada.

Alguém viu o Harrison por aí?

E esse assassino cirurgião: por favor, não façam dele a mesma coisa que fizeram com a santa muerte. A premissa é boa, remover o córtex, mas o que farão disso?

Muitas perguntas, muita expectativa. Episódio tão bom quanto o primeiro!

E vocês, o que acharam?

Bloody day, Dexterous.


0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR