sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Review 8x09 - Make Your Own Kind of Music



           Make Your Own Kind of Music foi o gás que faltava para encaminhar o seriado para o final. O episódio teve pouca tensão, mas direcionou a história e agora eu acredito que (finalmente) teremos um afunilamento na temporada, já que as histórias com o neurocirurgião, com a Vogel e com o Zach estavam sendo negligenciadas.
            Eu me arrependi muito de ter lido as sinopses dos últimos episódios, porque nem me impressionei quando revelaram Oliver Saxon como o neurocirurgião. Eu gostaria que falassem um pouco da história, sobre seu propósito no reencontro com a Vogel e seu método de aproximação.

            Por mais que Quinn esteja atrás de Saxon, acredito que não veremos tanto a ação da Miami Metro. O roteiro parece se desenvolver em rumo ao envolvimento da Hannah-Clayton-Dexter e Saxon-Dexter.
            Pode ser um chute muito longe, mas com a Deb voltando para a polícia como Detetive, Quinn a beijando e a aproximação da Jamie com a finada Cassie, aposto que a babá de Harrison não sobreviverá nesses três últimos episódios. Minha aposta: ela é a próxima vítima do Saxon, não necessariamente atuando como “o neurocirurgião”. O Elway é mais fácil de tirar da jogada, para que aconteça o relacionamento entre os personagens mais magros da série.
            Estou escrevendo reviews desde a primeira temporada e sempre vi apostas no Matthews como alguém importante para a trama principal. A hipótese final no chefe de departamento era de algum envolvimento com a Vogel, já que ele havia chamado a doutora para ajudar no caso (história que, a propósito, morreu). Com o Saxon se revelando filho da senhora, acho que podemos decretar Matthews como personagem que não terá muita importância para esse final da temporada. A não ser que algo com o Zach dê merda. Alguma ideia?
            Sobre a Hannah, vou dar o braço a torcer e concordar com todos que acham ela sem sal. O único perigo que ela apresenta (que não é pequeno) é com o agente federal, mas nesse caso, sua personagem aparece apenas em nível terciário, já que a preocupação não é exatamente com ela, e sim com o Clayton.
            A Deb está quietinha, episódio passado esboçou uma reação contra a Hannah, mas logo desistiu. Um ponto bom foi que ela colocou a empresa do Elway em direção à loirinha, além do agente federal. Só consigo pensar que Dexter está muito ferrado!
            Não estou certo quanto ao rumo da Vogel. De início eu temia que ela pudesse fornecer alguma informação contra Dexter, mas ela tem um passado (e presente!) nada ético, então seu depoimento não valeria muita coisa. O material que ela tem gravado com o Harry não poderia ser usado em um julgamento, também, por se tratar de conteúdo confidencial, que só o terapeuta pode ter acesso. Se a filmagem fosse com o próprio Dexter confessando as coisas, a Vogel poderia abrir mão do sigilo no argumento de evitar que outras pessoas morram. No mais, não consigo pensar como ela pode ser uma pedra no sapato de Dexter. Alguém arrisca algo?
            Apenas reiterando o que já disse no começo: o episódio foi morno, mas direcionou bem para o grande final. Maldito seja o canal por nos deixar DUAS semanas sem Dexter nesse ponto! O 8x10 vai ao ar dia 08/09. Até lá dá para rever esses 9 episódios. Quem me acompanha?
            Abraços, Dexterous!


            Por: @Gabrielbarros42

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR