sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Michael C. Hall Instiga sobre o final de Dexter



Enquanto a estrela Michael C. Hall está sendo lacônico sobre como a história do seu amado serial killer pode ser encerrada, ele disse que podem haver algumas finalidades. Leia a entrevista em continue lendo.


"Eu não acho que o final vá deixar grandes perguntas no ar como 'Os Sopranos' deixaram em termos de "Para onde vamos?" O ator contou aos repórteres na roda de imprensa em NY na Sexta... Terão algumas interpretações deixadas para as pessoas debaterem... Terão alguns amplos espectros de resposta: Algumas pessoas ficarão satisfeitas, algumas pessoas desejarão que fosse diferente, algumas pessoas sentirão as duas coisas!"

Quando questionado sobre como podem parecer os episódios finais, ele declinou da resposta, mas os comparou a um passeio de montanha-russa. "Todos os aspectos das melhores montanhas-russas," ele falou a TODAY.com. "Voltas, colinas, reviravoltas inesperadas, túneis, seções invertidas, sim!"

Uma das grandes voltas dessa temporada final é Dexter Morgan tentando construir um relacionamento verdadeiro e viver com sua amada - e companheira assassina - Hannah Mckay (Yvonne Strahovski) enquanto continua matando quando sente que é necessário. E há o problema do Investigador Elway (Sean Patrick Flanery), que está quente nos trilhos da Fugitiva Mais Bela da América, Hannah. Serão os apaixonados capazes de escapar e começar uma nova vida, e ser felizes juntos? Leia o complemento abaixo:

Hall não disse muito sobre onde as coisas irão, mas revelou que ele pensa que Dexter merece alguns tipo de final feliz. Para o assassino, isso pode significar "se libertar de sua compulsão," o ator disse. "Dexter, em diferentes pontos da série, se encontrou curtindo a idéia de que poderia ser reabilitado, que ele poderia viver uma vida que não seria primariamente a serviço do seu Passageiro Sombrio... Mas coisas aconteceram que o ensinaram que pelo menos temporariamente, e talvez de forma permanente, essa não seria uma possibilidade."

Se isso soa um pouco estranho que a potencial felicidade de Dexter possa residir em Hannah - e não o analista de sangue da Polícia de Miami - ser pêga, Hall admite que talvez a série queime essa linha de história um pouco cedo.

"Nós definitivamente gastamos tempo demais contando histórias capitais na segunda temporada," ele comentou sobre o policial tentando rastrear Dex (também Bay Harbor Butcher) durante o segundo ano da série. "A segunda temporada começou, e bloop! Os corpos na superfície! Mas sim, é algo que poderia ter acontecido mais tarde na trama."

Entretanto, as coisas estão se encerrando, estão chegando a um final, e Hall está pronto para dizer adeus.

"Estou triste de algumas formas porque está acabando," ele disse. "Ao mesmo tempo, não acho que teria outro caminho. É hora de deixar ir."



Fonte: Dexter Daily / NBC News
Tradução: Paula Bezerra

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR